22/02/08

O Fascismo e o Tropa de Elite

Acho ridículas às acusações de «filme fascista» que o último vencedor do Festival de Berlim «Tropa de Elite» vem recebendo. Qualidades artísticas à parte, acho que é uma fita simpática que recorre aos clichés daquela velha conversa tupiniquim polícia versus favela e que já rendeu conversa para muitos outros filmes. Pouco mais que isso, talvez. Acho curioso como é que um filme moralista e reaccionário como o espanhol «O Labirinto do Fauno» ganhe a unanimidade de crítica e público e ninguém lhe chama fascista.

5 comentários:

odete almerinda disse...

críticas exageraaaaaaaaaadas porque o filme é jeitoso! E desculpa aí o desabafo, mas Wagner Moura rula!!!

Wellington Almeida disse...

Odete, eu li ontem no jornal do metro, acho, que ele é o sonho de consumo nº01 das brasileiras rsss pelo vistos não só.

Beijinhos

odete almerinda disse...

LOLOL
nem vou contar isto aos meus amigos brasileiros que teimam em afirmar :"Odete (Roitman), vc é uma brasileira que nasceu por engano em Portugal"...só lhes ia dar mais uma prova!
rsrsrs

Associação Cultural disse...

Oi! Nossa, fazia tempo que eu não lia seus blogs. Engraçado como a gente tem mesmo uma forma de escrever. Quer dizer, eu identifico seu jeito. Tá, nem é isso! Fiquei curioso para saber porque "Labirinto do Fauno" é reaça. Juro! Amei o filme! Depois a gente discute isso (ou não (bang, bang)
Última de seu amigo louco: Mandou uma menina tomar no cú depois de uma festa. Por cíumes! E viva o lexotan!

Wellington Almeida disse...

"Associação Cultural"?! Seu perfil está vedado ao acesso...quem és tu, Brutus??