17/06/03

Cerveja, Relva & Rock and Roll

Posso já ser curto e grosso? Eu esperava (eu e as 20 mil pessoas que estavam la) muuuuito mais do que o Senhor Manson apresentou naquela noite.Istoé, năo que o show foi um desastre, năo foi. Muito pelo contrário. Mas ELE deixou muito a desejar.
Pra quem năo sabe do que eu to falando ou tá lendo isso do Brasil, é sobre o 1ş SUPER ROCK IN LISBON que aconteceu dia 29/05/03 no estadio de Alvalade aqui em Lisboa e que segundo os organizadores (que esperavam 60 mil pessoas) era uma prévia para o ROCK IN RIO que vai ter sua versăo lisboeta ano que vem.E era também a "despedida" ao famoso estádio,que vai ser demolido dentro de alguns dias.
Mas enfim, o cartaz também năo era lá estas coisas: O Primitive Reason, uma banda portuguesa que tem varios integrantes de outras nacionalidades em sua formaçăo[mas em entrevistas diz que năo se considera uma banda nacional] e que faz um som meio Asian Dub Foundation meio Naçăo Zumbi [e isso năo é elogio!]abriu o circo de horrores as 17:00 conforme o combinado e em menos de 40 minutos apresentou o disco novo e desfilou alguns hits.Fim do espetaculo e a impressăo que deu é a de que havia uma meia duzia de pessoas para ve-los.
Segue-se um enoooooorme intervalo para preparar o palco para a próxima banda [leia-se:vender mais cerveja].Lá fora a fila ainda estava kilométrica e o Disturbed é a segunda banda a se apresentar.Confesso que o único motivo da minha presença neste festival era o Marilyn Manson e que das outras bandas năo conhecia nada ou quase nada.No caso do Disturbed eu nunca tinha ouvido sequer falar mas nunca me diverti tanto enquanto eles tocavam.Entenda-se, eu nao estou falando do som da banda mas sim da postura Ricky Martin do vocalista: ele se requebrava,rebolava, jogava as pernas,fazia beicinho [só vendo!] e virava o traseiro para o publico fazendo a linha "I´m too sexy!".Depois pediu-nos que gritasse "We are... Disturbed!". Alguem do publico atira para o palco um grande pedaço de relva e quase acerta no vocalista.Pronto,todo mundo começa a arrancar a relva do estadio e atirar para cima e para o palco aí segue-se a maior nuvem de relva [e terra] que se tem noticia. Insanidade total e uma apresentaçao historica [le-se:hilariante] para quem nunca tinha ouvido falar na banda,como eu.
Mais um intervalinho para os patrocinadores venderem cerveja e sem muita pretensăo o Audioslave entram em palco.Na verdade havia muita gente ali para ve-los tamanha era a concentraçao de făs perto das grades e confesso humildemente nao conhecer quase nada da banda e nem do passado do vocalista no Soundgarden. Do resto da banda gostava muito do Rage Against the Machine mas nao me sinto capaz de fazer comparaçoes e passo para a próxima: o Deftones foi a banda que mais me surpreendeu nesse festival.Nunca pensei que eles fossem tăo bons ao vivo.Tudo que eu conhecia deles era uma unica audiçao do White Pony que năo achei lá grande coisa.Mas tenho de dar o braço a torcer:os caras săo fodissimos em palco. O show começou com Chico Moreno berrando Feiticeira e povo todo cantando junto como se fosse um hino e o vocalista uma espécie de Morrissey da música pop.E ele parecia eufórico, gritava, sussurrava, passava a măo pelo corpo como se tivesse a um ponto do orgasmo e o publico respondia aos urros.Chico se pendura nas grades (perecia que ia fazer um mosh a qualquer momento) e fica la a maior parte do show em completo catarse coletivo.Após um pequeno discurso contra a industria ele volta ao palco e traz um fă para cantar a próxima música e o garoto até que năo se sai mal. Ultima musica e começa o coro "Chico! Chico! " mas o pedido é em văo e a melhor [e a mais barulhenta] banda do Super Rock in Lisbon deixa o palco do festival deixando saudades aos făs e a satisfaçao de quem pagou 25 euros para ver um punhado de apresentaçőes medianas.
Mais um intervalo looooongo-penso- e a constataçao:pelas camisetas pretas dos presentes [cujas idades năo passavam dos 17] notava-se que 90% das pessoas queriam era mesmo ver Marilyn Manson.E foi aqui que começou o stress: esperamos,esperamos e esperamos. Quase 23:00 hs e sob trilha sonora de filme de supense o Anticristo Superstar dá as caras e ja começa com a porrada Disposable Teens, a prima pobre de Beautiful People. [continua...]


Alguém aí ja viu o Donnie Darko?

Năo? e está esperando o quę? Bem, trata-se de um dos filmes mais geniais dos ultimos anos-e por que năo exagerar-o primeiro filme de culto da década.Se vocę o perdeu ao cinema sua chance é agora que ele acabou de sair em video e DVD.(er...pelo menos em portugal) e apesar de a versăo para videoclubes ser capenga-só o filme e nada de extras-mesmo assim vale assisti-lo. A história, meio complicada de se explicar é mais ou menos assim:Donald 'Donnie' Darko é um adolescente que sofre de sonâmbulismo e faz análise, devido ao que parecem ser problemas psicológicos graves. Estas perturbaçőes incluem um “amigo imaginário”, um coelho gigante chamado Frank, que, certa noite, lhe diz para sair de casa e o informa que o mundo acabará dentro de 28 dias, seis horas, 42 minutos e 12 segundos, ou seja, na noite de Halloween, a 31 de Outubro de 1988. Donnie começa a tomar conscięncia de certas realidades metafísicas e a interessar-se por viagens no tempo, já que Frank,muito sereno e seguro afirma vir do futuro, ao mesmo tempo que demonstra dificuldade em comportar-se civilizadamente na escola ou em atividades sociais na pequena cidade onde mora. Frank, entretanto, convence Donnie a cometer alguns atos censuráveis, sem que este perceba com que fundamento e as consequencias que o seguirăo.E para além do final genial o filme tem varios outros momentos brilhantes e citaçoes cinematograficas inesqueciveis, como as referencias a E.T.,Evil Dead que está a passar num cinema da cidade junto com A Ultima tentaçao de Cristo. Um filme que nao pode passar batido.

»» E eu já li textos muito bacanas na Internet sobre o filme e suas muitas interpretaçoes e referencias.se vocę ja viu, gostaria de saber o que achou.me escreve aí vai:well0009@yahoo.com.br



Os 50 maiores filmes de culto

E por falar em filme de culto a Enterteinement Weekly última (5,95 em portugal) fez uma matéria muito bacana sobre os tais 50 maiores filmes de culto e no meio de muitos curiosos e divertidos titulos fiquei muito feliz em ver na lista um filme que achava que só eu tinha o visto e o qual nunca li uma linha sequer sobre «Dazed & Confused»