15/10/06

[ Qua, Julho 23, 2003 ] BLOGOSFERA" TEM DESTAQUE [AGORA] EM PORTUGAL

Lembro-me da primeira vez que li um Blog e que ainda năo tinha uma idéia exatamente do que aquilo era. Isso foi há uns dois anos e o blog se chamava "Meu cu minhas tetas".E nada tinha de "Querido Diário" e outras egotrips do gęnero.Muito pelo contrário.Era muito bem escrito pelo Alisson Gothz que soltava o verbo com aquele seu humor cortante e politicamente incorrecto.O visual era todo kitsch e ele tirava umas coisas do fundo do baú que ninguém mais se lembrava.Lembro da capa de um disco que ele botou no blog da "Espectacular Alessandra" uma garota que nos anos 80 fez algum sucesso por causa de uma (única) música e depois desapareceu completamente.Eu conhecia o Alisson pessoalmente porque ele era "hostess" da "A Lôca" uma casa nocturna underground de Săo Paulo,entăo toda vez que eu ia lá eu via-o.Depois de algum sucesso do Blog, o autor tira-o do ar.Foi assim que eu passei a fazer parte da "geraçăo blogosfera" (?!) perdendo várias noites de sono procurando textos alheios interessantes para ler.No começo do męs passado um suplemento semanal de um jornal lisboeta dá um grande destaque aos blogs e explica didaticamente essa "nova onda" da Internet.Dá destaque também a um blog com páginas escritas em Portugal (o prepúcio com queijo está lá) e lista alguns dos mais interessantes.Semana seguinte o Director deste mesmo suplemento publica um editorial atacando os blogs e seus autores acusando-os de egocentricos e em especial o da [ótima] revista-fanzine Periférica. Disse inclusive que eles [o pessoal da Periférica] săo "gente invejosa que sonha em escrever para a imprensa de verdade" e claro, provocou a polęmica calculada.Na outra semana (o suplemento sai aos sábados) o Director publica em duas páginas trechos de dezenas de blogs (que ele diz que passou a semana lendo) respondendo ŕs criticas do editorial da semana passada e no rodapé da página pede desculpas aos "outros" leitores que năo tem nada a ver com aquilo por ter publicado aquelas besteiras e que semana que vem "tudo volta ao normal".Resultado,sábado passado estreou uma nova seçăo no caderno: "Blogs" com trechos dos mesmos e respectivos endereços.Já que năo se pode vencer o inimigo é melhor juntar-se a eles.
...E POR FALAR EM BLOG Esta semana depois desse «hype» todo eu fui ŕ procura de alguns blogs legais para falar aqui no prepucio. E engrossando o coro do blog Meu problema é sexo digo que a qualidade das páginas criadas em portugal é sofrível. É povinho idota se achando jornalista free-lancer, outros que colocam links para fotos pessoais e coisas do tipo: «o que eu gosto» »o que eu năo gosto» e um outro que critica blogs. Esse último começou muito interessante fazendo análises dos blogs de uma maneira politicamente incorrecta e bem-humorada dando notas e tal mas ultimamente tem sofrido de complexo de culpa pois os blogs que eles falam bem escreve agradecendo e aí ele faz a linha «amiguinho» e agora é sempre polido quando um blog é mau.só falta pedir desculpas.Mas gosto muito do humor do já citado O meu problema é sexo.Essa semana ele falou da pesquisa que o Publico fez e que constatou que existem só 3000 blogs brasileiros. De onde eles tiraram isso? Outro bem interessante é o Intervençőes que conheço pouco para falar sobre mas o que li me agradou muito.É isso, se encontrar mais alguma coisa digna de leitura eu coloco o link aqui.
QUEM MATOU ODETE ROITTMAN?
Năo tenho paciencia para novela.É sempre aquela mesma ladainha do Bem e do Mal, da menina pobre e humilde que se torna rica e bela da noite para o dia e estereótipos que năo acabam mais. Mas já tive muita pacięncia no passado e me deliciava por exemplo,a assistir Vamp e as aventuras da vampira Natasha. Aliás, Natasha era sinônimo de moda no Brasil e de rebeldia adolescente,toda garota queria se parecer com ela e eu nunca vi tanta gente se chamar Natasha depois do sucesso da novela. Mas era tudo feito com uma ironia e despretensăo absurda,que fazia a novela ser deliciosamente viciante. Conheço várias pessoas que cancelaram compromissos para năo perder um só capítulo da novela.O último exemplo de novelăo assim que recordo foi com Vale tudo, há quinze anos (!!) e que a GNT Portugal (que năo é a mesma do Brasil, aqui săo programas velhos que já passaram na Globo) começou a reprisar desde o começo do męs. É engraçado ver que a crítica social da novela ainda é actual e que se actualizarmos um bocado os nomes de certas coisas podemos chamar "yuppie" de "playboy" e "classe média" de "alpinistas sociais".Mas o mais engraçado ainda é ver o cabelo estilo "franjinha" que a Lídia Brondi usava e aqueles casaquinhos com ombreiras que a faziam parecer com um jogador de futebol americano e que lançou moda no Brasil.Até minha irmă tinha um.E as personagens que fizeram história e que săo sempre associadas a determinado actor ou actriz:a ambiciosa Maria de Fátima a bondade infinita da Raquel o mauricinho boa praça Afonso e a minha preferida, a inesquecível Heleninha que enchia a cara e dava altos barracos para a desgraça da família Roittman.Sou fă da Renata Sorrah até hoje. Poisé, eu só tinha oito anos quando isso tudo aconteceu e me lembro de tudo como se fosse ontém, inclusive que foi a Cássia Kiss quem matou a Odete Roittman por ciúmes do marido, o Marco Aurélio, que no final năo morre, mas foge num helicóptero e dá uma grande banana pro Brasil. Clássico absoluto. well
DUAS MÚSICAS PARA MELHORAR SUA VIDA
Já săo as duas melhores músicas do ano e năo se fala mais nisso.Duas músicas para fazer vocę mais feliz:"2+2=5" que abre o novo disco dos Radiohead e "We used to be friends" do novo disco dos Dandy Warhols.A primeira é lindissíma, lembra aquele disco maravilhoso que a banda lançou em 1997 "Ok computer" e mesmo sem conhecer o restante do último álbum digo que já vale o dinheiro gasto só por este tema.A segunda é deliciosa.Com uma batida disco, vozes em falsete e uma sonoridade meio glam é imposssível năo querer dançar ao escutar esta música.É ouvir uma vez e o refrăo gruda no ouvido: "A long time ago we used to be friends..."

Sem comentários: