15/05/08

Madonna em piloto automático avariado


Alguém disse que este era o pior disco que Madonna alguma vez tinha feito e eu titubeei. "Pior que American Life?" pensei eu "não é possível". É sim. Não sei se foi o desespero em se desvincular logo da Warner ou o quê, mas com o Confessions on the Dancefloor tão fresco na memória ainda, este disco bem podia maturar por mais uns bons anitos. Lixão pop vagabundo ultra-mega produzido. Já vimos este filme antes.

5 comentários:

gonn1000 disse...

Então, então... "American Life" é um belo disco, dos melhores dela, apesar do primeiro single não ser grande coisa. E "Hard Candy" pode não ser nada do outro mundo mas tem boas canções como "Miles Away", "She's Not Me" ou "Incredible"... não?

Wellington Almeida disse...

Discordamos caro. Acho que "American Life" nunca deveria ter existido. E do "Hard Candy" - que não consegui passar da terceira audição - gostei de "candy shop" que é bem gira.E só. Dos discos mal-amados dela, adoro "Erótica" que toda gente detesta. E acho que "Ray Of Light" foi um pico que eu gostaria de ve-la atingir novamente. No "Confessions" quase esteve lá mas falhou por um triz.

Abraços.

Anónimo disse...

Que maldade ! Ahhh... Vá la! Da mais uma chance a velhota. Nem esta assim tão ruim o candy shop. serve pra mexer o esqueleto. Eu gosto.
Pedro

John The Revelator disse...

Discordo contigo em relação ao American Life (embora compreenda), mas estou plenamente de acordo em relação à imensa mediocridade que é este Hard Candy (acho que nem cheguei à terceira audição completa...), sobretudo quando comparado com o muitíssimo agradável Confessions On A Dancefloor.

O meu álbum preferido da Madonna continua a ser, precisamente, o primeiro, o Madonna, de 82.

Abraço.

Anónimo disse...

hahahahahah, não enche, Madonna pode cagar que vocês tão comendo, ela é polêmica, perfeita e sempre a rainha do pop, e vocês, o que são???!!!! é só lembrar que ela é fazendo música que vocês gostem ou não, a artista feminina que mais vendeu e mais venderá na história da música desde que o mundo é mundo!