23/08/10

A vida sem os Broken Social Scene


Eu confesso que nunca tinha ouvido uma música inteira dos Broken Social Scene na vida. Coisa estranha, já que eu me considero um dos maiores entusiastas do rock canadense. E não foi por falta de oportunidade. Sempre que lia alguma resenha e a banda era citada, sentia uma pontinha indisfarçável de vergonha. Mas sei lá, por razões que a razão desconhece, a banda nunca me interessou. Aí lendo a crítica da Pitchfork para o novo disco dos Land of Talk, o crítico diz que Swift Coin (o primeiro single do disco) é muitíssimo parecida com 7/4 Shoreline dos BSC e eu fui correndo para o You Tube conferir. Ficou a pergunta que não quer calar: como é possível passar uma vida sem escutar os Broken Social Scene?

2 comentários:

Beatrix Kiddo disse...

é :) vou vê-los à casa da musique **

Wellvis disse...

Eu tbm acho que vou vê-los à Aula Magna. Se bem que sem Feist e Emily Haines não tem o mesmo brilho...

abraços