21/01/08

Brasil no Oscar: será que é desta?

Foi anunciado os nove filmes finalistas, das 63 candidaturas enviadas ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 2008. Entre eles estão «The Counterfeiters» da Áustria, «Days of Darkness» do Canadá, «Beaufort» de Israel, «The Unknown Woman» da Itália, «Mongol» do Cazaquistão, «Katyn», da Polônia, «12» da Rússia e «The Trap» da Sérvia e o brasileiro «O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias» de Cao Hamburguer que estreou em Lisboa na 2ª Mostra de Cinema brasileiro o ano passado. Agora a peneira vai seleccionar os cinco finalistas e alguns críticos já apontam favoritismo entre o austríaco e o brasileiro. O Brasil competiu quatro vezes ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Com «O Pagador de Promessas» em 1963, «O Quatrilho» em 1996, «O que É Isso, Companheiro?» em 1997 e «Central do Brasil» em 1999. Se o Oscar fosse justo, em 97 deveríamos ter levado a estatueta para casa.

9 comentários:

André Forte disse...

«Se o Oscar fosse justo», disseste bem :)

Cada vez mais acho que a qualidade não é nada de necessário para participar nos Oscares. Antes as bilheteiras, não?

Mas isto sou eu a pensar; por muito que goste de cinema, ele não é o meu campo.

[a minha grande curiosidade é em relação ao "blindness" do Fernando Meireles. é um grande livro, quero ver o resultado]

-VC- disse...

É verdade, foi injusto.
Quando ao "blindness" estou com muita curiosidade também. Tenho seguido o decorrer das filmagens através do blog do Meirelles - o Diário de Blindness. Promete.

http://blogdeblindness.blogspot.com/

Wellington Almeida disse...

Pois é, eu ja tinha falado do blogue dele por aqui..uma pena que já nao escreve mais. E estão a anunciar agora os nominados este ano. O Brasil ficou de fora :(

-VC- disse...

Parece que ele parou de deixar posts no blog, agora que está na edição. Deve ser uma trabalheira.

psst..e são os nomeados. Nominados é "à inglesa" :-)))

wellvis disse...

Ahhh, nm reparei. Não foi erro, foi gralha mesmo. No Brasil ainda nem usamos nomeados, e sim "indicados" ao oscar.

Abraço.

odete almerinda disse...

Pena que o filme nao tenha sido seleccionado para a fase final pois é bem interessante.
Se o Óscar fosse justo, não só Central do Brasil tinha ganho o premio de melhor filme estrangeiro como Fernanda Montenegro tinha vencido o Oscar para melhor actriz.
Bons filmes!
:)

Wellington Almeida disse...

Ah, este foi o oscar mais mediático no Brasil. Foi uma coisa tipo Copa do Mundo (mundial), o Brasil parou. Lembro que minha irmã até chorou qdo a Gwyneth Paltrow saiu vencedora. As nossas chances naquele ano foram completamente ofuscadas pelo horroroso «A vida é bela» que toda gente falava e adorava e quando o Roberto Begnini ganhou para melhor actor, ja vimos todo o filme a passar ali: íamos perder para a Italia sim, mais uma vez.

sam disse...

Fernanda Montenegro boa atriz assim? ela é do nível da Eva Wilma.. o walter moreira é que fez um trabalho bacana..
mas pô.. tirando o nacionalismo.. a vida é bela é melhor que central do brasil, que diga-se de passagem, é puta redundante... estático demais.. mas estático que o céu de sueli..

Wellington Almeida disse...

Sam: Walter Moreira? "Sales" quer você dizer? Discordo totalmente das suas opiniões. Acho «Central do Brasil» milhões de vezes supeior que aquele sentimentalismo barato e histriônico do «A vida é Bela»...e não entendi o "redundante"...como assim?