26/01/07

Please don't do me any favor, mr.intentional

Se tivesse que ir para uma ilha deserta e levar apenas dez discos, com certeza este «Miseducation» da Lauryn Hill estaria na mochila. É dos raros discos em que tudo é perfeito. Dos que se gosta na primeira audiçao e em que todas as músicas estão na ordem certa. Nunca escondi uma certa decepçao com o «Unplugged» que veio alguns anos depois. Uma espécie de sentimento de traiçao. Nestas últimas semanas tornei a ouvi-lo e agora, nesta fase da minha vida, parece que faz todo o sentido. Se eu morresse hoje, esta seria a trilha sonora da minha vida.

4 comentários:

gonn1000 disse...

A mim nunca me disse muito, tirando duas ou três canções. E de qualquer forma, o melhor álbum desse ano foi "Version 2.0", dos Garbage :P

Wellington Almeida disse...

98? Não sei..acho que gosto muito mais do da Lauryn..se bem que estes últimos três anos desta década tiveram albuns fantasticos..Por exemplo o "mechanical animals" do Manson.

O Puto disse...

O melhor ano desses 3 foi, sem dúvida, 1997.

Wellington Almeida disse...

É verdade. O ano do irretocável OK Computer. Abraço