28/11/07

Promessas Perigosas


Acho que o último grande Cronenberg foi mesmo «ExistenZ», aquele exercício kafkiano quase existencialista. Claro que depois teve o belíssimo «Spider» mas aí o caminho do cinema cronenberguiano já havia se desvirtuado. Este «Eastern Promises» recupera o tempo perdido pelo menos inspirado filme anterior e dá uma bela lição de cinema. Não é uma obra-prima mas faz jus ao seu currículo.

2 comentários:

jaime disse...

então tá bem... quando for ao cinema de novo contigo, vou esperar o post...

Wellington Almeida disse...

Hahaha, pode apostar ;)

Abraços.