15/10/06

[ Sex, Jul 30, 2004 ] País de merda
Mando um texto que saiu na Trip por e-mail para vários amigos brasileiros. Era um artigo escrito na primeira pessoa sobre a burguesia brasileira e uma nova mania elitista que é a de se exibir mostrando ser um bom entendedor de vinhos. O colunista (que mora em Londres e esteve de férias no Brasil) disparava sua metralhadora giratória contra os próprios amigos e chamava o Brasil, entre outras coisas, de "país de merda". Qual é a minha surpresa quando, uns dias depois, vários amigos me respondem, alguns muitos ofendidos outros nem tanto me criticando, porque pensaram que fui eu o autor do texto. Um até me perguntou "vocę esteve no Brasil e năo veio falar comigo?". Aí fui checar nos meus e-mails enviados e estava lá no final do texto enviado:"Henrique Goldman, 40 anos.É cineasta, mora em Londres e é colunista da Trip." E tive a certeza de que a preguiça năo deixou (quase) ninguém ler o texto até o final...

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças
Leio na Veja que acaba de estrear no Brasil o maravilhoso "Eternal sunshine of the spotless mind" com o Jim Carrey e a Kate Winslet como protagonistas. Aliás, o titulo em portuguęs de lá faz jus ao poético original em inglęs, ao contrário daqui em Portugal que lhe despacharam um preguiçoso "O Despertar da Mente". O filme que tem argumento do quase sempre genial Charlie Kauffman e direcçăo do francęs Michel Gondry (dos clipes da Bjork) é uma estranha história de amor sobre solidăo,coraçőes despedaçados e amores eternos. Jim Carrey, numa interpretaçăo que merece todos os pręmios do ano, decide apagar da memória a ex-namorada (Kate Winslet) que destroçou seu coraçăo apaixonado e no meio do processo descobre que quer manter algumas memórias dela e decide abortar a operaçăo a meio. Claro que o argumento é bem mais complexo do que isso, como toda boa história contada por Kauffman mas revelar mais algum detalhe sobre o filme é estragar todo o prazer de ve-lo. Fui ver com um amigo que estava relutante no início por causa do Carrey e quando o filme acabou ele estava com os olhos todos vermelhos. Perguntei o que tinha achado do filme, aí ele abriu bem os olhos,respirou fundo e disse: "Ufa..." Năo perca por nada neste mundo. Ah, e preste atençăo na música acachapante que o Beck regravou exclusivamente para o filme, "Everybody gotta learn sometimes".

The Lisbon Girafe is gone A autora de um dos blogs mais originais que ja li, Diario de Lisboa, foi-se embora para o Brasil. Ela, tradutora e brasileirissíma, morava em Lisboa e tinha duas girafas como vizinhas (!!), escrevia um delicioso diário sobre o cotidiano lisboeta. Uma pena que ela se foi, porque queria muito conhece-la. Uma vez trocamos e-mails mas nunca mais entramos em contacto.Descobri o blog através do No Minimo, na seçăo dos blogs preferidos deles.Longa vida a Girafa!
[ Qua, Jul 21, 2004 ] Madonna em Lisboa
Pode ser ou quer que embrulhe ? Recebo e-mail de amigo do Brasil fă de Madonna dizendo que estava confirmadissimo o concerto para Portugal e já constava na página oficial e tudo: Madonna no Pavilhăo Atlântico dia 13/09! Há até uma notinha no "current news" informando que a data originalmente de 12/09 foi mudada para o dia seguinte. Eu só acredito quando ver os bilhetes a venda.
[ Terça-feira, Julho 20, 2004 ] Tręs coisas, tręs perguntas
Acabei de ver "Encurralada" (trapped) com a Charlize, a Courtney Love e o Kevin Bacon fazendo o mau da fita pela pentelhésima vez. O filme é um suspense interessante até. Uma coisa me chamou a atençăo nos créditos: o nome de Glen Ballard como produtor executivo! Será o mesmo Glen Ballard produtor dos discos da Alanis? Năo sabia que ele também produzia filmes...
***
Encontrei um blog estes dias que dizia mais ou menos assim:"Se vocę nasceu em 80 e assistia Anos Incriveis,Vocę vai adorar isto" e havia um link para uma pagina vivatheighties ponto-qualquer-coisa mas parece que estava fora do ar. Agora nem encontro o endereço do maldito blog onde vi isto. Fiquei curiosissimo para ver o tal "viva the eighties", se alguém souber algo sobre isso e puder me mandar o link eu agradeço.
***
Será que só eu năo conhecia essa nova febre da Internet, o tal do Orkut? Já tem até o "Orkut Brasil" e eu só descobri o negócio há 1 semana! Mas eu nem arrisco a falar muito sobre porque como ainda năo estou familiarizado com a parada tenho medo de falar besteiras. Mas năo entendi o "hype" ainda... Aliás, qual é a diferença entre o Orkut e o ICQ?
[ Seg, Jul 12, 2004 ] QUE MELHORES LISTAS?
Eu confesso que sempre gostei de listas. Ao contrário de muita gente que năo o admite. Lista para tudo. Melhores filmes, músicas,discos, livros,fotografias etc. Surfando na web estes dias encontrei o ABCine, que é um blog sobre blogs que escrevem sobre cinema (percebeu?). Entăo para "inaugurar" o espaço eles pediram aos seus membros (eles chamam os outros blogs de "membros") para escolher os 100 melhores filmes de sempre. Exactamente como o American Film Institute fez há alguns anos e que causou o maior rebuliço. Mas esta lista é totalmente arbitrária e idiossincrática. Para já, a lista começa óbvia e previsível:Citizen Kane em 1ş lugar é a coisa mais bocejante e clichę de qualquer lista. Tenho a impressăo que muita gente tem medo de dizer que o filme do Orson Wells năo é o melhor de todos os tempos sob a ameaça de ser apedrejado em praça pública. Ó meus senhores estamos em pleno século XXI e as vossas listas năo mudam nunca? É uma tremenda coincidęncia ou todo mundo tem o mesmo gosto ? Mas depois, a lista começa a ficar completamente insana e divertida: "Pulp Fiction" em 3ş lugar e "Seven" em 7ş, muito ŕ frente do "One flew over the cuckoos nest" do Millos Forman que está na posiçăo 70ş (!!). Dois filmes brasileiros (Central do Brasil, Cidade de Deus), muita coisa dos anos 90, algumas (boas) surpresas (Gattaca , Boogie Nights),tręs do Kubrick, tręs do Chaplin,muitos italianos e dois aliens:o que faz "E tua măe também" e "Quase Famosos" em uma relaçăo de 100 melhores filmes de sempre? Como era inevitavel, eu também preparei uma listinha com os meus dez de sempre. Sem qualquer critério de selecçăo ,sem pensar muito nem fazer pesquisas, foram os dez que me ocorreram no momento. Semana que vem eu mudo de opiniăo. (Pelo título original por causa da diferença de traduçăo Brasil-Portugal) :
01- One flew over the cuckoos nest (de Millos Forman)
02- Secrets and Lies (de Mike Leigh)
03- Willy wonka & the Chocolate Factory (de Mel Stuart)
04- I Wanna hold your hand (de Robert Zemeckis)
05- The Lady Vanishes (de Alfred Hitchcock)
06- Noises off... (de Peter Bogdanovich)
07- Amarcord (de Federico Fellini)
08- The Rocky horror picture show (de Jim Sharman)
09- Ma vie en rose (de Alain Berliner)
10- Indiana Jones and the Temple of doom (de Steven Spielberg)
Declaraçăo de amor ŕ minha melhor actriz de todos os tempos
Uma vez em seu programa, Jô Soares perguntou ao crítico de cinema Rubens Ewald Filho qual a melhor actriz de todos os tempos para ele. Aquela que ainda conservava a eterna aura de diva, de dama da sétima arte, e ele sem pestanejar respondeu: "Vanessa Redgrave. Para mim a melhor actriz de todos os tempos". Acho que eu devia ter uns 19 anos, nesse momento passaram-me uma dezena de actrizes pela cabeça, e por mais que eu tentasse nunca consegui chegar a um único nome. Ontém fui ao cinema ver "Ma mére" (minha măe) e lembrei-me da tal entrevista do Rubens. Acho que se fosse hoje eu também diria sem exitar: Isabelle Huppert. Para mim, ela reúne todos os requisitos de diva, quando aparece na tela nos incendeia com sua presença maculada. É difícil explica-la, săo pequenos gestos, alguns olhares perdidos no espaço,aquela sensualidade inspiradora... Ela é a fé que move montanhas, o exercício narrativo da projecçăo. É como se ela, a actriz, a mulher, simplesmente năo existisse. Ou só existisse em forma de película. É como se ela, fosse eternamente a puta, a măe, a pianista, a irmă gęmea. A eterna estrela solitária. A Isabelle Huppert. A minha melhor actriz de todos os tempos.

Sem comentários: